Nêga Alencar repudia afirmação distorcida da diretora do hospital Jofre Cohen

por Clely Ferreira publicado 04/09/2019 13h15, última modificação 04/09/2019 22h42 Texto: Assessoria Parlamentar Nêga Alencar (PSD)
A vereadora Nêga Alencar (PSD) repudiou, o que caracterizou como falta de vergonha da diretora do hospital Jofre Cohen, Joseane Mascarenhas, quando encaminhou para a Câmara Municipal de Parintins oficio n° 08-33/2019-GDHRJ com o texto afirmando que a vereadora estaria faltando com a verdade pelo fato de a parlamentar expor a falta de funcionamento de equipamentos, além de denunciar a falta de estrutura naquela unidade de saúde.

A vereadora Nêga Alencar (PSD) repudiou, o que caracterizou como falta de vergonha da diretora do hospital Jofre Cohen, Joseane Mascarenhas, quando encaminhou para a Câmara Municipal de Parintins oficio n° 08-33/2019-GDHRJ com o texto afirmando que a vereadora estaria faltando com a verdade pelo fato de a parlamentar expor a falta de funcionamento de equipamentos, além de denunciar a falta de estrutura naquela unidade de saúde.

O documento em que a diretora do Jofre Cohen tenta desqualificar o trabalho de fiscalização da vereadora Nêga Alencar foi encaminhado para a Comissão de Saúde da Câmara Municipal no dia 21 de agosto.

"É uma vergonha uma gestora desqualificar o trabalho de um parlamentar, sendo que visita constantemente os hospitais para vivenciar a realidade da população e nenhuma denúncia é apresentada na tribuna sem averiguação anteriores”, pontuou a vereadora.

A vereadora destacou que sua reivindicação e cobrança pela manutenção do mamógrafo, que estava sem funcionamento desde fevereiro, surtiu efeito e agora pode atender as mulheres com diagnósticos precisos do câncer de mama.

Nêga Alencar afirmou que a direção do hospital alegou que o aparelho de Raio-x havia danificado sob justificativa de que foi queimado por conta de uma descarga elétrica. A parlamentar ressaltou que esse problema se estende desde a gestão do médico Osvaldo Ferreira à frente daquela unidade de saúde.

A vereadora denunciou a desvalorização profissional dos servidores do Jofre Cohen que trabalham com sobrecarga em suas atividades dentro do hospital. Ela citou, inclusive, que os servidores do hospital são obrigados a levar suas louças de casa para realizarem suas refeições.

“Isso é desumano, mesquinho. Isso é certo?”, questionou, completando: “hoje eu fui lá (hospital), visitei, constatei, gravei e fotografei que não tem Dipirona injetável no estoque. Gostaria que acabasse com essa situação desagradável de chamar vereador de mentiroso”, destacou.

Nega convidou os demais parlamentares a realizarem visitas periódicas aos hospitais apara vivenciarem e ‘sentirem na pele’ as inúmeras dificuldades enfrentas pelos pacientes. “São tantas dificuldades e vocês querem que eu fique calada e saia como inverdade o que trago. É uma crise no município”, disse Nêga Alencar.