Primeiro “Gabinete Itinerante” da Vereadora Nêga Alencar reuniu moradores da Lagoa Azul

por Clely Ferreira publicado 15/04/2019 15h47, última modificação 15/04/2019 15h47
O primeiro encontro realizado pela vereadora Nêga Alencar (PSD) como parte do projeto “Gabinete Itinerante” reuniu os moradores do entorno da Lagoa Azul, no bairro Itaúna II. O projeto de reunião itinerante foi aprovado pelos populares que tiveram a oportunidade de falar dos problemas do bairro, em contato direto com a vereadora Nêga Alencar.

O primeiro encontro realizado pela vereadora Nêga Alencar (PSD) como parte do projeto “Gabinete Itinerante” reuniu os moradores do entorno da Lagoa Azul, no bairro Itaúna II. O projeto de reunião itinerante foi aprovado pelos populares que tiveram a oportunidade de falar dos problemas do bairro, em contato direto com a vereadora Nêga Alencar.

De acordo com a senhora Leandra Nunes, moradora da rua Romualdo Corrêa, a iniciativa foi recebida como mais uma oportunidade de reivindicar por melhorias para a comunidade.

Dona Leandra disse que um dos problemas que mais incomoda os moradores daquela área são os constantes alagamentos das residências e das ruas, toda vez que chove forte. Ela reclamou da falta de compromisso público em construir uma conservação para manter os peixes, tracajás e jacarés protegidos e com uma cerca para proteger os moradores de possíveis ataques de jacarés.

Moradora há mais de 15 anos do local, Leandra também cobrou um projeto mais eficiente de drenagem para evitar o alagamento com as fortes chuvas, além da revitalização da área ambiental da Lagoa Azul.

Leandra Nunes afirmou que em uma entrevista do atual gestor municipal, no início de sua nova gestão, foi mencionado que um dos trabalhos que seria feito no bairro Itaúna II seria na Lagoa Azul.

“Ele mencionou que seria um projeto para tornar a Lagoa Azul em um cartão postal turístico da cidade. E nós estamos no aguardo desse olhar carinhoso e seguro para os moradores da Lagoa Azul”, disse a moradora.

A autônoma Janaina Tavares Gama, residente na rua Francisco Luppino, mora no entorno da Lagoa Azul há 21 anos. Ela conta que nessas duas décadas os únicos investimentos que os moradores receberam foram com o asfaltamento e iluminação pública, que atualmente é precária. Ela também cita como principal problema o alagamento, toda vez que chove forte.

“Quando chove mais forte a gente não pode nem sair de casa. O problema mesmo é que ainda vai no fundo”, lamenta dona Janaina.

Para a vereadora Nêga Alencar a realização do primeiro "Gabinete Itinerante" foi marcado por uma recepção popular extremante positiva. Ela destacou estar recompensada porque houve a participação dos moradores, em um momento que há uma descrença na classe política.

“Constatamos que a população realmente quer essa mudança, quer um resultado positivos de políticas públicas do Poder Executivo Municipal. O povo quer uma resposta com responsabilidade e comprometimento. O que cabe para mim como vereadora é legislar, fiscalizar e cobrar que as políticas públicas sejam realmente efetivadas”, afirmou Nêga.

A vereadora disse que na Lagoa Azul, os próprios moradores preservam aquele espaço ambiental, enquanto cidadãos, mas não se vê a presença e contrapartida do poder público municipal com projeto efetivos, ou pelo menos uma simples limpeza.

Todas as demandas dos moradores da Lagoa Azul serão apresentadas na Câmara Municipal de Parintins em forma de requerimentos e até mesmo por meio de projetos de lei.