Presidente da Câmara reflete questões sobre Festival e avalia 1º Semestre de 2019

por Clely Ferreira publicado 19/06/2019 19h31, última modificação 19/06/2019 19h31 Texto: Clely Ferreira – Assessoria de Imprensa da Câmara / Foto: Simone Brandão
Com a proximidade do Festival, refletiu sobre os preços praticados nesse período e recomendou que evitem preços abusivos em produtos e serviços. O parlamentar pediu à população que, no período do Festival, fique atenta à violência que ocorre na cidade, em particular a praticada contra crianças.

“É a última sessão desse semestre. Fizemos a votação de inúmeros Projetos de Leis afim de limpar a pauta e dá celeridade nas ações do município. Um primeiro semestre muito proveitoso nesse terceiro ano de mandato. Vários acontecimentos, vários investimentos contemplados. As áreas da Educação e da Saúde recebendo investimentos do Governo do Estado e esta Casa Legislativa participando ativamente desse momento importante do nosso município”, avaliou o Presidente da Câmara Municipal de Parintins, vereador Telo Pinto (PSDB), nesta terça-feira (18).

Em cumprimento ao que preconiza a Lei, a Casa Parlamentar exerce suas obrigações. “Pagamos já a metade do 13º dos Servidores desta Casa, no último dia 12, e já entregamos ao Tribunal de Contas os relatórios mensais e quadrimestrais da nossa gestão à frente dessa Casa Legislativa”, frisou.

“Agradecer a Deus, acima de tudo, por nos permitir estar aqui em defesa do nosso povo. É esse propósito que sempre nós tivemos nessa Casa, mantendo a ordem do Poder Legislativo. Que nós consigamos, cada vez mais, moralizar o parlamento parintinense e participar das ações da municipalidade”, completou.

Com a proximidade do Festival, refletiu sobre os preços praticados nesse período e recomendou que evitem preços abusivos em produtos e serviços. “A gente pede aqui na Tribuna da Câmara que isso não aconteça. Fica aqui o apelo às pessoas que vão trabalhar no comércio informal, vendas ou serviços, que tenha um preço acessível para que as pessoas não saiam daqui da nossa cidade com uma má impressão, reclamando”, alegou.

O parlamentar pediu à população que, no período do Festival, fique atenta à violência que ocorre na cidade, em particular a praticada contra crianças. “Não podemos permitir que nossa cidade seja maculada como a cidade que trabalha a exploração do trabalho infantil e exploração sexual de menores e adolescentes. Qualquer movimentação nesse sentido fazer a denúncia”, alertou.

“Fica aqui o desejo de boa sorte aos bois Mirins, às quadrilhas e danças, a Garantido e a Caprichoso, que possam fazer um festival sem nenhum acidente, sem nenhum momento que possa prejudicar a imagem da festa e que, acima de tudo, que façam um festival de encher os olhos cada vez mais, de nós parintinenses e do público que vem assistir essa grande festa”, finalizou.